Em 2015 nós protagonizamos a primavera das mulheres. Lutamos contra o Cunha, pelo aborto seguro e contra a violência. Neste 8 de março nós reafirmamos esta luta e vamos mostrar que em 2016 as mulheres combativas e de luta serão cada vez mais protagonistas da política. Assista o vídeo.