NOTA DA EXECUTIVA NACIONAL DO PSOL EM SOLIDARIEDADE AOS COMPANHEIROS DO HDP (Partido Democrático dos Povos – Turquia)

A Executiva Nacional do Partido Socialismo e Liberdade vem a público denunciar as prisões infundadas de ativistas curdos pelo governo turco.

Desde julho, a perseguição e repressão do governo de Erdogan aos curdos e ao movimento pró-autonomia do povo curdo se intensificou. Milhares de professores universitários foram exonerados e, na noite de ontem, a copresidenta do Partido Democrático dos Povos – HDP, Figen Yuksekdag, foi sentenciada a 10 meses de prisão. Encontram-se detidos, até o momento, o também dirigente do HDP Selahattin Demirtas, e as deputadas e deputados Sirri Sureyya Onder, Nursel Aydogan, Ferhat Encu, Gulser Yildirim, Leyla Birlik, Ziya Pir, Abdullah Zeydan, Idris Baluken. Além desses, há mais quatro mandados de detenção contra parlamentares do HDP, dois dos quais na Europa.

O PSOL se solidariza com nossas companheiras e companheiros do HDP e se soma às vozes que exigem sua imediata soltura. Os curdos são hoje os mais expressivos combatentes do obscurantismo representado pelo Estado Islâmico, conduzindo uma verdadeira revolução no Norte da Síria.

Nós, do PSOL, estaremos sempre ao lado dos oprimidos, na defesa irrestrita de todos aqueles que lutam por autonomia e liberdade.