Solidariedade com a greve de professores/as do Peru: abaixo à repressão!

Manifestação na Plaza San Martín, em Lima, 10 de agosto de 2017

Desde o dia 15 de junho foi deflagrada uma greve de professores em todo o Peru, iniciada na região de Cusco e rapidamente ampliada para 18 regiões do país.

As reivindicações docentes tratam não apenas de justas reivindicações salariais – a demanda é a de chegar até 2021 com o salário equivalente a 4 mil soles (cerca de 1200 dólares), mas também ampliar o orçamento da educação para 10% do PIB do país, a revogação da Ley General de Educación e a suspensão da avaliação compulsória estabelecida pelo governo central, mecanismos que pretendem acabar com a estabilidade laboral da categoria.

A primeira resposta do governo de Pedro Pablo Kuscinsky (PPK) foi a de ameaçar os mais de 300 mil docentes mobilizados, decretando estado de emergência e autorizando o uso da força policial contra professores e professoras, acusando-os de “terroristas”. Entretanto a ameaça de PPK teve o efeito inverso: o crescimento da mobilização, com amplo apoio das famílias de estudantes, por meio da palavra de ordem #YoApoyoMiMaestro. Uma greve do setor da saúde se somou ainda à greve docente, demonstrando a falência do governo em atender direitos básicos da população.

Não tendo resultado a ameaça pela força, o governo determinou o corte de ponto dos docentes a partir de 7 de agosto. Na mesma data, uma marcha multitudinária de milhares de docentes se reuniu em Lima, trazendo pessoas de todo o país e desmoralizando o governo.

Após todas as investidas pela força o governo enfim decidiu negociar, selecionando a dedo seus interlocutores. Em 7 de agosto sentou com setores docentes que não estavam participando da greve de apenas 4 regiões, o que não foi reconhecido pela imensa maioria dos setores em greve. A greve segue ainda firme, mesmo sob todas as ameaças econômicas, físicas e morais.

Estamos em solidariedade com professoras e professoras que já demonstram sua disposição em enfrentar o governo com sua histórica greve! A luta pelo direito a uma educação pública, gratuita e de qualidade é internacional! #SolidaridadConElMagisterio

Link para notícias:

 

http://www.telesurtv.net/news/Maestros-peruanos-cumplen-50-dias-en-huelga-20170801-0004.html

https://www.facebook.com/notes/mpgt-s%C3%BAmate-al-nuevo-per%C3%BA/viva-la-lucha-de-los-docentes/724420641083777/

http://www.prensa-latina.cu/index.php/component/content/?o=rn&id=106110&SEO=maestros-peruanos-desafian-hoy-al-gobierno-y-crece-huelga-en-salud

http://www.prensa-latina.cu/index.php?o=rn&id=106369&SEO=gran-concentracion-de-maestros-peruanos-en-huelga-exige-dialogo

https://www.aporrea.org/educacion/n312346.html

https://redaccion.lamula.pe/2017/08/09/huelga-de-maestros-continua/victorliza/

http://larepublica.pe/politica/1072179-ppk-y-docentes-en-huelga-se-reunen-este-jueves-en-palacio

Dejá un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *