É necessário deter-nos um momento para refletir sobre as críticas que recebeu o Nuevo Perú, pelo gesto de sua bancada de se retirar do hemiciclo quando se votava a vacância de PPK. Algumas destas críticas são mal intencionadas sem dúvida, outras são muito sinceras. Isso último nos compromete com uma necessária reflexão aberta e coletiva. Ensaiamos uma resposta.

Na véspera da votação, a Comissão Política do MNP emitiu uma declaração intitulada Nem Lobismo, Nem Golpismo, onde denunciava tanto a PPK, por corrupto, como ao fujimorismo por querer um golpe institucional para evitar que prossigam as investigações sobre Keiko Fujimori. Cremos que nossos congressistas fizeram bem em se retirar e não votar sustentando que tanto PPK como FP são a mesma sujeira e que a única saída é uma Nova Constituição.

Mas sustentamos que faltou denunciar com mais força que havia um PACTO DE IMPUNIDADE em curso e que parte do mesmo era o indulto a Fujimori, e que isso não seria parado no Congresso – com ou sem vacância – mas com o povo na rua.

Efetivamente, tal anúncio podia ter coroado nossa postura e alertado à população do que estava por vir. Aprofundaremos a reflexão em nossas fileiras, mas deve ficar claro que o MNP está de pé junto ao povo para vencer a direita corrupta e entreguista. Gestaremos desde abaixo e em unidade com todos os setores populares uma alternativa de governo que ponha o país nas mãos do povo organizado, conquistando soberania e democracia pois esta não é uma democracia real, pelo contrário, é a democracia dos ricos para ricos.

Basta assinalar que com a constituição de 93, vigente até hoje, ia se fechando cada vez mais espaços democráticos, tanto para o protesto social como para a representação política, ao ponto que pretendem fechar o espaço a novas inscrições que ponham em perigo sua continuidade. Justamente a necessidade de uma nova constituição tem a ver com a necessidade de democratizar o estado e a sociedade peruana. Tarefa que foi abortada nos anos 2000 pois os neoliberais que se enfrentaram ao regime de Fujimori tomaram o cuidado de deixar em pé sua constituição que era o cadeado para manter o modelo econômico.

Desde o MNP e sua bancada somamos vozes em favor de uma saída democrática à crise atual. Mais vigente que nunca Nova Constituição para um Novo Peru.

SÚMATE AL MOVIMIENTO NUEVO PERÚ