Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

Clipping Semanal do Observatório Internacional da Fundação Lauro Campos – (17/12)

ARTIGOS E NOTÍCIAS DA IMPRENSA INTERNACIONAL

Possível ingerência russa nas eleições dos EUA

THE GUARDIAN (16/12): “Obama promete represálias contra Rússia por interferir em campanha” (em inglês)

A CIA julgou que os ataques cibernéticos russos, incluindo a invasão de e-mails do Comitê Nacional Democrata, tiveram a intenção de influenciar a eleição a favor de Donald Trump, segundo relatos. O FBI concorda que houve hackers russos, mas ainda não concluiu que pretendia favorecer o candidato republicano.

LINK: https://www.theguardian.com/us-news/2016/dec/16/obama-retaliation-russia-hacking-us-election

REUTERS (16/12): “Kremlin diz que EUA devem provar acusações de interferência em eleição ou se calar” (em inglês)

O Kremlin afirmou nesta sexta-feira que os Estados Unidos precisam comprovar as acusações de que a Rússia interveio na eleição presidencial norte-americana ao hackear organizações do Partido Democrata, ou abandonar a questão. “Ou parem de falar sobre isto ou finalmente providenciem alguma evidência. Caso contrário, parece indecente”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres em Tóquio.

LINK: https://br.reuters.com/news/archive/worldNews?date=12162016

Provocação de Trump à China

FRANCE 24 (12/12): “Trump fala em reaproximação com Taiwan, provocando reação de Pequim” (em inglês)

A China disse nesta segunda-feira (12) estar “gravemente preocupada” com as declarações do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre o possível reestabelecimento das relações diplomáticas com Taiwan. A chancelaria chinesa afirmou que, se Washington rompesse com o compromisso de quase quatro décadas com o regime de Pequim, “o saudável e estável crescimento da relação China-EUA, assim como a cooperação bilateral em grandes áreas estariam fora de questão”.

LINK: https://www.france24.com/en/20161212-usa-china-expresses-serious-concern-over-trump-taiwan-comments

Vitória de Assad em Aleppo

LA VANGUARDIA (14/12): “O regime sírio toma Alepo e deixará sair os rebeldes” (em espanhol)

Triunfo em Aleppo, derrota em Palmira? A televisão estatal síria anunciou na noite passada a vitória final da batalha na cidade síria milenar do norte e os partidários do Rais Bashar el Asad compararam a queda de Aleppo com a de Saigon. Depois de meses de combates ferozes e bombardeio sobre as áreas rebeldes da cidade, o rumor da luta morreu após o anoitecer.

LINK: https://www.lavanguardia.com/internacional/20161214/412602582500/siria-alepo-rebeldes.html

Derrota do Estado Islâmico na Líbia

EL PAIS (11/12): “Líbia, a primeira grande derrota do ISIS”, (em espanhol)

É quinta-feira, dois dias atrás, as últimas posições nas mãos do ISIS caíram no distrito central de Giza al-Bahriya, de frente para o mar. Os militares se movem cautelosamente diante da possibilidade de que alguns jihadistas ainda estejam escondidos em um dos inúmeros túneis escavados dentro das casas.

LINK: https://elpais.com/internacional/2016/12/11/actualidad/1481454483_287802.html

Novo Premiê italiano

IL POST (12/12): “Paolo Gentiloni, quem é o novo presidente do Conselho” (em italiano)

Paolo Gentiloni é o novo presidente do Conselho e seu governo já jurou ao Quirinale perante o presidente da República Sérgio Mattarella. Gentiloni foi ministro das Relações Exteriores no governo de Matteo Renzi.

LINK: https://www.ilpost.it/2016/12/12/paolo-gentiloni-2/

Protestos na Polônia

AL-JAZEERA (16/12): “Milhares protestam contra novas restrições de mídia na Polônia” (em inglês)

Milhares de moradores de Varsóvia se juntaram a uma manifestação espontânea em frente ao parlamento polonês para protestar contra um plano do partido conservador de limitar o acesso dos jornalistas aos legisladores.

LINK: https://www.aljazeera.com/news/2016/12/thousands-protest-media-restrictions-poland-161217033552767.html

Crise venezuelana

PERFIL (16/12): “Maduro chama presidente argentino de “covarde” e o acusa de ordenar agressão contra chanceler” (em espanhol)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou de “covarde” e acusou o presidente argentino, Mauricio Macri, de ordenar uma suposta agressão contra sua chanceler quando ela tentou entrar em uma reunião realizada pelo Mercosul. Até o momento, o governo venezuelano não mostrou provas de como a ministra das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, caiu no chão em uma tentativa de entrar na reunião ocorrida em Buenos Aires, após a suspensão do país produtor de petróleo do bloco.

LINK: https://www.perfil.com/noticias/internacional/nicolas-maduro-contra-macri-eres-un-cobarde-oligarca-y-ladron.phtml

BBC MUNDO (15/12): “Com falta de dinheiro vivo, Venezuela tem protestos e saques localizados” (em espanhol)

Pequenos protestos e saques ocorreram em algumas províncias venezuelanas nesta sexta-feira devido à falta de dinheiro vivo, depois de o governo socialista ter repentinamente decretado nesta semana que a nota de maior valor do país seria retirada de circulação em meio a uma grave crise econômica.

LINK: https://www.bbc.com/mundo/noticias-america-latina-38349625

Uribe, Santos e Papa Francisco

SEMANA (16/12): “Santos e Uribe não chegam a um consenso” (em espanhol)

As expectativas da reunião no Vaticano desapareceram após os 50 minutos da reunião. O presidente e o ex-presidente saem assim que chegam a Roma.

LINK: https://www.semana.com/nacion/articulo/santos-y-uribe-en-el-vaticano-no-llegan-aun-concenso/509636

Investigação sobre PPK no Peru

LA REPUBLICA (14/12): “Investigação sobre corrupção envolvendo presidente do Peru é reaberta”

O gabinete do procurador-geral do Peru reabriu um inquérito de corrupção que avalia se o presidente Pedro Pablo Kuczynski teria ajudado uma empresa brasileira a ganhar um contrato de obras públicas quando era primeiro-ministro há uma década, mostraram documentos judiciais nesta terça-feira.

LINK: https://larepublica.pe/politica/830292-lava-jato-reabren-investigacion-ppk-por-presunta-corrupcion/

Aprovação da maconha medicinal pelo Senado mexicano

CNN (14/12): “O Senado mexicano aprova o uso da maconha medicinal” (em espanhol)

Com 98 votos a favor, sete contra e uma abstenção, o Senado mexicano aprovou terça-feira o uso de maconha para fins medicinais. A disposição passa agora para a Câmara dos Deputados, que deve discutir, modificar ou aprovar o projeto. O projeto de lei aprovado no Senado autoriza o Ministério da Saúde a elaborar e executar políticas públicas para regulamentar o uso de medicamentos derivados da maconha, de acordo com a legislatura mexicana.

LINK: https://cnnespanol.cnn.com/2016/12/14/el-senado-de-mexico-aprueba-el-uso-de-la-marihuana-medicinal/


ARTIGOS E DEBATES DA ESQUERDA INTERNACIONAL

Processo de paz na Colômbia

NAIZ (15/12): “Um processo vivo, uma implementação sinuosa e uma burocracia lenta”, por Ainara Lertxundi (em espanhol)

Depois de um intenso e prolongado debate que manteve em suspenso o país e, especialmente o Governo e as FARC-EP, o Tribunal Constitucional da Colômbia aprovou a chamada “Via Rápida”, uma ferramenta fundamental prevista no Ato Legislativo 1 de 2016 para agilizar a implementação dos acordos assinados entre o presidente Juan Manuel Santos e o comandante em chefe das FARC, Timoleón Jiménez ou Timochenko, no dia 24 de novembro no Teatro Colón em Bogotá e, posteriormente, aprovado pelo Senado e pela Câmara. Representantes em 29 e 30 de novembro, respectivamente.

LINK: https://vientosur.info/spip.php?article12012

Fim de ciclo na América Latina

REBELION.ORG (13/12): “A geopolítica do caos e o fim de ciclo nas entranhas da América Latina”, por Emiliano Teran Mantovani (em espanhol)

As intensas lutas de resistência indígena e camponesa no Peru; fogueiras e guardas comunitários em Cherán, México; as retenções dos militares pelos povos indígenas na Colômbia e na Venezuela; os bloqueios de estradas e assembléias populares em comunidades como Famatina, na Argentina; os bloqueios a escavadeiras e múltiplos métodos de ação direta por resistência, realizados em numerosas localidades latino-americanas; Eles são conflitos convencionais ou a resposta a um avanço radical na direção das novas fronteiras das commodities? Acreditamos que pensar em alternativas também envolve necessariamente pensar em nós mesmos a partir do conflito.

LINK: http://www.rebelion.org/noticia.php?id=220341&titular=la-geopol%EDtica-del-caos-y-el-fin-de-ciclo-en-las-entra%F1as-de-am%E9rica-latina-

Desistência de Hollande

MEDIAPART (12/12): “A agonia do socialismo francês” (em francês)

Ao longo de sua história, o socialismo francês conheceu episódios não apenas sombrios, mas vergonhosos, antes de se recuperar ou renascer. Mas desta vez, depois do lânguido final do quinquênio de Hollande, assistimos a um acontecimento histórico: as últimas convulsões de um dos mais antigos movimentos políticos franceses.

LINK: https://www.mediapart.fr/journal/france/051216/sous-le-naufrage-de-hollande-l-agonie-du-socialisme-francais

Alepo

VIENTO SUR (17/12): “Carta a um companheiro que insiste em justificar o injustificável”, por Julien Salingue (em espanhol)

Algumas semanas atrás, disse a mim mesma que vou escrever para você, e são os eventos trágicos de Aleppo e sua reação a esses eventos, ou às vezes sua não-reação, que finalmente me convenceram de que havia chegado a hora de falar com você. Não necessariamente com o objetivo de convencê-lo; Eu acho que infelizmente é tarde demais. Mas pelo menos, assim as coisas serão ditas e você não poderá dizer que não sabia.

LINK: https://vientosur.info/spip.php?article12021

CTXT (15/12): “Paisagem depois de Alepo”, por Ignacio Alvarez-Osorio (em espanhol)

Durante esses meses, todas as tentativas de abrir corredores humanitários ou chegar a um cessar-fogo falharam miseravelmente devido aos vetos russos no Conselho de Segurança. Um quarto de milhão de pessoas foram forçadas a viver em condições desumanas, sem que ninguém se levantasse para denunciar a situação.

LINK: http://ctxt.es/es/20161214/Politica/10033/Guerra-Siria-Alepo-Bachar-el-Asad.htm#.WFJmF1Zzcqw.twitter</href=”#.wfjmf1zzcqw.twitter”>

Mosul

VIENTO SUR (17/12): “A ofensiva militar sobre Mosul avança, os problemas políticos persistem”, por Joseph Daher (em espanhol)

Como já enfatizamos em outros artigos, as estratégias militares dos Estados regionais e internacionais estão condenadas ao fracasso no médio e longo prazo. Com toda a probabilidade, o EI será derrotado em Mosul, mas deve ser lembrado que o Estado Islâmico foi formado a partir dos restos mortais de combatentes da al-Qaeda … cujo grupo quase desapareceu no final de 2010 no Iraque. Sem atacar as condições políticas e socioeconômicas que permitem o desenvolvimento do EI, sua capacidade ou a de outros grupos similares, o dano continuará. Uma bandeira de manifestantes iraquianos durante as manifestações populares no verão de 2015 contra o sistema político confessional e burguês do país colocou claramente este problema: “O Parlamento e o Estado Islâmico são duas faces da mesma moeda …”

LINK: https://vientosur.info/spip.php?article12020

Líbano

VIENTO SUR (15/12): “Crise política e crise das pessoas refugiadas”, entrevista com Nicolas Dot-Pouillard (em espanhol)

O Líbano, como a Tunísia, é um país em que há muitas lutas sociais no mundo árabe. Houve duas grandes greves nos últimos anos: a de 2012, 2013. Greves extremamente massivas no setor público e demonstrações massivas de várias dezenas de milhares de pessoas. Então houve uma segunda onda no verão de 2015 contra a “crise do lixo”: os movimentos juvenis estavam envolvidos nela, mas também contra o confessionalismo, assim como movimentos sindicais independentes, movimentos ambientais … Esse movimento marcou as consciências porque aconteceu do tema de não tratar lixo a um tema ecológico e social mais amplo, com temas como “não temos previdência social, não temos energia elétrica, não temos água potável em algumas regiões”.

LINK: https://vientosur.info/spip.php?article12006

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder