Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

Clipping Semanal do Observatório Internacional da Fundação Lauro Campos – 23/09

CLIPPING SEMANAL DO OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL DA FUNDAÇÃO LAURO CAMPOS – 23/09

Crise política na Venezuela

El País (18/09): “Banquete de Maduro em Istambul deixa os venezuelanos indignados“, (em português)

Voltando de uma viagem à China e à Rússia, onde pediu um empréstimo para reativar a deprimida estatal petroleira PDVSA em meio à pior crise econômica já vivida na Venezuela, Nicolás Maduro fez uma parada em Istambul. O líder chavista visitou o restaurante do famoso chef turco Nusret Gökçe, conhecido como Salt Bae, que viralizou nas redes sociais por sua teatral maneira de cortar e depois salgar as carnes, como se estivesse jogando um feitiço na comida.

El País (21/09): “Uruguai repudia a estratégia de Almagro ante Venezuela“, (em espanhol)

O uruguaio Luis Almagro, ministro de Exteriores durante o governo de José Pepe Mujica (2010-15) e atual secretário-geral da Organização de Estados Americanos, recebeu esta semana uma cascata de críticas em seu país, que pela primeira vez reúnem o Governo, os distintos setores da esquerdista Frente Ampla (no poder) e a oposição conservadora.

Moção de confiança a Vizcarra

El Observador (20/09): “O Congresso peruano aprova moção de confiança a Vizcarra“, (em espanhol)

O Congresso peruano aprovou numa votação a questão de confiança à que se submeteu o governo do presidente Martin Vizcarra. Esta questão de confiança havia sido impulsionada pelo próprio Vizcarra, que no domingo passado disse que era necessária para levar adiante as reformas políticas e do Judiciário de caráter constitucional que propôs o poder legislativo no início de agosto e que se encontram encalhadas.

Demissão de chefe de espionagem na Alemanha

El Diario.es (18/09): “O Governo alemão destitui o chefe de espionagem interior por sua proximidade com a extrema-direita“, (em espanhol)

A grande coalizão de Governo da chanceler alemã, Angela Merkel, acordou nesta terça-feira demitir o chede da espionagem interior, Hans-Georg Maassen, depois das declarações nas quais colocava em dúvida a veracidade de um vídeo de perseguições de neonazis em Chemnitz e se mostrava “cético ” a respeito das informações publicadas na mídia sobre estes fatos.

Brexit

El Universo (18/09): “A UE e o Reino Unido não chegam a acordos sobre negociação do Brexit” (em espanhol)

A União Europeia (UE) e o Reino Unido se culpuram mutuamente pelo bloqueio da negociação do Brexit em temas como a fronteira na Irlanda do Norte e a futura relação comercia, se instando mutuamente a modificar suas posições quando as discussões adentrarem sua etapa final.

Crise na Índia

DW (22/09): “Primeiro-ministro Narendra Modi enfrenta pedidos para renunciar após acordo por jatos franceses“, (em inglês)

O principal partido de oposição da Índia, o Partido do Congresso, acumulou nova pressão sobre o primeiro-ministro Narendra Modi no sábado, depois que novas evidências de suposta corrupção surgiram em meio a um acordo multibilionário de aquisição de jatos de combate. Modi tem enfrentado pedidos repetidos para se demitir do seu papel na compra em 2016 de 36 aeronaves Rafale da França, que viram o conglomerado privado, o Reliance Group, liderado pelo bilionário Anil Ambani, escolher uma empresa pública como parceira da joint venture indiana.

Japão

Al-Jazeera (20/09): “Shinzo Abe do Japão vence desafio pela liderança no interior do seu partido“, (em inglês)

O primeiro-ministro Shinzo Abe venceu na quinta-feira um voto de liderança do partido no poder, colocando-o no caminho para se tornar o primeiro ministro do Japão e tentando consolidar seu legado, inclusive revisando a constituição pacifista. O conservador de 63 anos garantiu 553 votos contra 254 do ex-ministro da Defesa Shigeru Ishiba, um fanático militar confesso, numa corrida de dois cavalos para líder do Partido Liberal Democrata.

Coreia do Norte

ABC (20/09): “Coreia do Norte concorda em desmantelar complexo militar se os Estados Unidos tomarem ações recíprocas“, (em inglês)

O presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong-un anunciaram uma série de acordos que incluem uma promessa do Norte de abolir “permanentemente” suas principais instalações de mísseis na presença de especialistas estrangeiros e fechar suas principais portas. complexo nuclear se os Estados Unidos tomarem medidas recíprocas.


DEBATES E ARTIGOS DA ESQUERDA INTERNACIONAL

Luta contra corrupção

Rebelion.org (20/09): “A luta contra a corrupção requer uma revolução cultural“, por Marta Harnecker (em espanhol)

Os setores burgueses lograram semear seus valores e gerar uma ampla aceitação da ordem social capitalista. Ou seja, conseguiram a direção cultural sobre a sociedade e por isso conseguiram governar por consenso mais do que usando a coerção.

A mercantilização da educação

Rebelion.org (23/09): A macdonadização da educação“, por Alejandro Teitelbaum (em espanhol)

A macdonaldização da educação é a culminância de um processo no qual o objetivo de praticamente todo o sistema educacional (público ou privado) está orientado, não a uma formação humanista mas para formar pessoas dóceis e maleáveis que se acostumem ao sistema imperante em geral e aos objetivos – o principal consiste em obter o máximo de lucros no mínimo tempo – da empresa onde estejam trabalhando.

Síria

Viento Sur (21/09): “Indefensável: Idlib e a esquerda“, por Leila al-Shami (em espanhol)

A desumanização dos sírios foi tão completa que muitos lutam para acreditar que, entre o caos e os senhores da guerra, possa haver de verdade seres humanos ordinários dignos de apoio – pessoas como “nós”.

Suécia

Viento Sur (18/09): “Eleições legislativas: dois reveses de importância“, por Kjell Ostberg (em espanhol)

O resultado das eleições legislativas suecas de 9 de setembro de 2018 confirma uma tendência geral europeia: um populismo de direita em ascensão e uma social-democracia debilitada. A imagem tradicional da Suécia como pátria de um Estado-providência social-democrata tem sido desfeita há décadas.

 

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder