Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

O fogo na Catedral de Notre-Dame: o quão trágico é isso?

Em 15 de abril de 2019, um incêndio na Catedral de Notre Dame foi uma tragédia para as pessoas em todo o mundo, e particularmente em França. Todos os que a viram geralmente a amaram. Portanto, esta foi uma tragédia para talvez metade do mundo, se não para muitos mais. A questão mantém-se: será que é impossível refazê-la? A resposta é absolutamente não.

Não há absolutamente nenhuma razão para que Notre Dame não possa ser restaurada exatamente como estava, ou como desejamos melhorá-la. É apenas uma questão de vontade política e de dinheiro.

Temos a capacidade técnica para fazer isso, temos a vontade e teremos o dinheiro.

Temos a capacidade técnica porque sabemos onde se encontrava cada rocha antes desta tragédia. A Catedral foi construída pela primeira vez no século XII. Foi construída e reconstruída inúmeras vezes desde então. Não há uma catedral verdadeiramente original. A que foi queimada é uma reconstrução de muitas outras anteriores.

A França estava politicamente dividida antes disso. A esperança pessoal do Presidente Macron era que este projeto de reconstrução reunificasse a população. Aconteceu momentaneamente. O momento chegou ao fim e a França está mais dividida do que nunca.

O incêndio foi uma tragédia, mas longe do pior que poderia ter sido. As autoridades pensam que o incêndio foi um acidente e que salvaram as partes essenciais da estrutura. Espero que assim seja. Isso realmente não importa. Eles podem reconstruir se quiserem.

Seria uma verdadeira tragédia se não fosse recuperável. Imagine o seguinte: os grandes museus de arte, como o Louvre, o Museu Metropolitano de Arte, ou qualquer outro museu, estão sujeitos a incêndios que não podem ser desfeitos.

Um incêndio em qualquer outra instituição é uma perda permanente do que estava lá dentro. Isto é o que presumivelmente aconteceu na grande biblioteca de Alexandria. Tudo o que era a humanidade anterior, que estava armazenado no museu de Alexandria, está perdido para sempre. Se um incêndio começou em um local comparável hoje – seja acidental ou deliberado – não seria recuperável. Então, vamos colocar as coisas em perspectiva.

O incêndio na catedral entristeceu-nos profundamente a todos, mas não perdemos muito por causa disso. Teremos Notre Dame novamente. Se o Louvre tivesse uma catástrofe semelhante, nunca mais poderíamos substituir o seu conteúdo.

Isso pode não acalmar nossas emoções atuais, mas as emoções são fenômenos passageiros. Se Notre Dame for reconstruída, talvez nem sequer nos lembremos de quais foram as nossas emoções.

IMMANUEL WALLERSTEIN é um sociólogo estadunidense.

 

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder