Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

“Que se vayan todos”! Novas eleições com novas regras rumo a um novo Peru

Frente ao anúncio presidencial de propor ao Congresso uma iniciativa legislativa para o adiantamento de eleições gerais, o Movimento Novo Peru se ratifica no que foi proposto desde o primeiro episódio desta crise que culminou na renúncia de PPK e sua substituição por Martín Vizcarra: é tempo de um processo de transição dando-lhe a palavra ao povo soberano através de novas eleições com novas regras do jogo, abrindo caminho para um processo constituinte.

Tal como já havíamos advertido, longe de refletir e mudar de atitude ao outorgar a “questão de confiança”, a maioria fujiaprista continua blindando corruptos, boicotando as tímidas reformas políticas e voltou a tomar o controle do Congresso da República para perpetuar sua impunidade e “lobbies”. Por isso, as e os cidadãos devemos nos mobilizar para exigir que “SE VAYAN TODOS” e que nos deixem eleger democraticamente uma nova representação.

Para isso é necessário que se estabeleçam novas regras eleitorais que impeçam a penetração do dinheiro sujo nos partidos e nas campanhas eleitorais, mecanismos de participação cidadã para a definição de candidaturas, garantias de participação para as mulheres (paridade e alternância) e os povos indígenas, assim como mecanismos para que novas forças políticas possam participar no processo eleitoral e a cidadania não se vê obrigada a eleger entre os mesmos de sempre. As próximas eleições devem permitir abrir e renovar a política.

Ao mesmo tempo, advertimos que os grandes grupos empresariais seguem impondo sua agenda e interesses através da maioria parlamentar e do próprio governo. Ante a queda do emprego e da renda das famílias, em lugar de apresentar medidas que reativem e diversifiquem a economia seguem apostando pela velha receita de corte de direitos laborais e a imposição de grandes projetos de investimento sem planificação, garantias ambientais nem diálogo com a população, como no caso do projeto Tia Maria. Assim, ao mesmo tempo que propunha o adiantamento das eleições, Vizcarra promulgava planos de “produtividade e competitividade” e de “infra-estrutura” em função dos interesses da CONFIEP.  Por isso, desde o Movimento Novo Peru, apresentamos 5 propostas para reativar a economia e o emprego (http://bit.ly/2XZEyly). Porém, além das medidas de emergência necessitamos uma nova política econômica pensada para o povo e não somente para os grandes grupos de poder econômico nem as transnacionais.

Por isso, chamamos as forças da mudança do país, os movimentos sociais, as e os cidadãos do país a construir a mais ampla unidade em torno de uma alternativa de transformação do país que se expresse num Novo Governo e uma Nova Constituição.

MOVIMENTO NOVO PERU

30 DE JULHO DE 2019

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder