Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

Publicado originalmente em The Call

Cerca de 2.000 manifestantes se reuniram em Newark exigindo justiça para George Floyd e o fim da brutalidade policial na América. “Não deixe ninguém dizer para você reprimir sua raiva, eles estão matando negros como cães na rua!”, disse o presidente da Organização Popular do Progresso (POP) Lawrence Hamm através de um microfone e de um alto-falante, capturando a justa indignação e raiva sentida pelas pessoas presentes.

Hamm, juntamente com vários outros oradores, enfatizou a necessidade tanto de ação direta quanto de organização política em Newark para aprovar reformas sérias que dariam aos cidadãos uma verdadeira supervisão sobre a aplicação da lei em New Jersey.

Enormes faixas da multidão marcharam então cerca de uma milha do Tribunal do Condado de Essex até a prefeitura de Newark, enquanto ecoaram os gritos de “George Floyd”, “Sem justiça, sem paz” e “Vidas negras importam”. Os espectadores espontaneamente se juntaram à multidão crescente. Membros da comunidade, juntamente com pessoas do POP e do DSA North New Jersey, estavam distribuindo garrafas de água e lanches para as pessoas durante a longa caminhada de 1,5 km.

Em algum momento, os manifestantes bloquearam completamente o trânsito no cruzamento da Broad St e Market St com seus carros e começaram a dançar improvisadamente, pintar com spray e cantar.

A polícia foi notavelmente retirada de cena, com as pessoas observando que pode ter havido ordens para parar depois que o prefeito de Newark, Ras Baraka, endossou o protesto.

Uma vez terminado o comício, desenvolveu-se uma interação muito mais tensa entre manifestantes e policiais na 1ª Delegacia de Polícia. Os médicos, alguns deles membros do DSA, estavam a postos para prestar primeiros socorros aos manifestantes caso as coisas se transformassem em violência; o apoio da polícia de Bloomfield chegou ao local com cordas.

Tentativas da polícia de socializar com a multidão foram rejeitadas e se encontraram com [gritos de ] “boo’s”. Um morador de Newark – um pastor – tentou se meter no meio e pediu à multidão para orar. Os manifestantes zombaram, um deles dizendo “nós estamos orando há 400 anos”. Nós não queremos orações, queremos mudança”.

(Gabe é militante do DSA North New Jersey e do caucus Bread & Roses do DSA)

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder