Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

Los Angeles e Houston, Fim de Semana de 29-31 de Maio

Publicado originalmente em The Call

Os protestos no bairro Fairfax de Los Angeles organizados pela Black Lives Matter Los Angeles tiveram boa participação e se espalharam. Milhares de pessoas estavam nas ruas, e em várias ocasiões empurraram a polícia para trás quando eles tentavam invadir as áreas de protesto com seus veículos.

Alguns desses veículos policiais tinham sido vandalizados com a sigla “ACAB” pintada em spray e janelas quebradas. Um carro abandonado da polícia estava saltando para a rua com grafite semelhante e todas as janelas quebradas. Mais tarde, esse mesmo veículo estava em chamas, um de um punhado do que também pareciam ser incêndios de carro.

Algumas janelas da loja estavam quebradas, e muitos prédios comerciais estavam marcados com frases como “Black Lives Matter”, “ACAB”, “Fuck 12”, e “Fuck The Police”.

Onde eu estava, não vi nenhum confronto sério e violento com a polícia, que em sua maioria permaneceu em seus veículos e recuou enquanto os manifestantes avançavam em sua direção. Vários helicópteros circularam pela área durante toda a duração do protesto. Fui informado de que mais tarde, a LAPD [polícia de Los Angeles] chamou o ICE [serviço de perseguição aos imigrantes] para atacar os manifestantes indocumentados.

(Escrito por Ryan)

 

Um protesto para exigir “Justiça para George Floyd” foi organizado pela seção local do Black Lives Matter em Houston para sexta-feira, 29 de maio. Os manifestantes se reuniram por volta das 14h no Discovery Green e depois marcharam cerca de dez quarteirões até a prefeitura. Foi lá que participei do protesto cerca de 45 minutos depois.

Era uma multidão grande, espirituosa, predominantemente jovem e multirracial. Cantos de “Sem justiça,sem paz!”, “Não consigo respirar!” e “Vidas negras importam!” ecoavam pelos prédios de escritórios vazios do centro de Houston. É difícil dar um número estimado de pessoas, pois mesmo naquela fase inicial as multidões se dispersaram um pouco e havia pelo menos dois ou três epicentros de protesto não só em frente à prefeitura, mas também atrás e fora para o lado do prédio. Eu sei que mais de 800 pessoas disseram que iriam comparecer, mas eu pensaria que a multidão real acabou ficando bem mais perto de 2.000 pessoas. Não havia nenhum contingente visível da Houston DSA, mas percebi com nossas conversas que vários camaradas estavam planejando ir.

Estive no protesto por cerca de duas horas e não testemunhei nenhum incidente grave enquanto estive lá. No entanto, ouvi uma série de rumores. Mais tarde descobri que havia de fato escaramuças com policiais e essas só se intensificaram à medida que o protesto continuava e grupos menores continuaram a noite. Também houve mais protestos no sábado, incluindo uma marcha na Terceira Ala de Houston, um bairro historicamente negro onde George Floyd cresceu.

Enquanto eu ainda estava lá, um manifestante aparentemente foi pisoteado por um cavalo, embora eu não soubesse disso na hora. O Departamento de Polícia de Houston tem uma longa história de violência, particularmente contra moradores de minorias. Há apenas algumas semanas, em 9 de maio, ativistas locais realizaram um protesto de carro em frente à sede da Houston Police Department no centro de Houston para condenar o assassinato de Nicolas Chavez, que foi baleado e morto por policiais em 21 de abril. A “arma” que Nicolas Chavez supostamente carregou naquela noite acabou se revelando um pedaço de vergalhão. A polícia alegou que ele estava avançando sobre os policiais, mas um vídeo de celular vazado mostrou que ele foi morto a tiros enquanto estava de joelhos.

(Escrito por Folko)

(Ryan é militante do DSA Los Angeles e Folko é militante do DSA Houston. Eles são membros do caucus Bread & Roses do DSA)

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder