Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento Portal da Esquerda em Movimento

Sacramento, Domingo, 31 de Maio

Nos arredores de Sacramento, um policial atacou um garoto negro de 14 anos de idade e o esmurrou repetidamente enquanto ele estava deitado ali indefeso. Um mês depois dos assassinatos de George Floyd e Breonna Taylor, centenas de manifestantes se reuniram no parque Cesar Chavez, a poucas quadras do Capitólio do Estado da Califórnia.

Quando cheguei no início da tarde, uma mulher trans estava falando sobre sua agressão sexual por um policial. Uma mãe falou sobre a vez em que um policial apontou uma arma para seu filho. Depois de várias outros casos, acompanhadas de palavras inspiradoras de luta, um organizador conduziu a multidão pela rua em direção ao Capitólio.

Enquanto centenas de pessoas marchavam pelas ruas do centro de Sacramento, podia-se ouvir os nomes “George Floyd” e “Stephon Clark” sendo cantados. À frente da multidão, os organizadores pediram voluntários para bloquear o trânsito em um cruzamento, para que a marcha pudesse passar em segurança. Caminhamos por uma milha antes de voltar a uma esquina da capital, onde a polícia cercou o perímetro com bastões na mão. Enquanto uma multidão se juntava, as pessoas barricavam o cruzamento com seus carros, enquanto outros organizavam o trânsito. Vi pessoas se aproximando de motoristas agressivos e os desalojando.

Fiquei comovido com a disciplina de centenas de pessoas que ficaram juntas enquanto a polícia continuava a flanquear o protesto, tentando nos dividir em grupos menores. Depois de um confronto tenso com a polícia, fomos liderados em outra marcha pela cidade. Pouco depois de ter saído, me disseram que um grupo marchou para a rodovia interestadual e bloqueou o trânsito. A polícia piorou ainda mais as coisas depois do pôr-do-sol, disparando flashbangs e balas de borracha contra os manifestantes, o que foi registrado em diferentes correntes de mídia social.

(Johnny Lucas é militante do DSA Sacramento e do caucus Bread & Roses do DSA)

Uma nova página para apoiar e construir novas alternativas na América Latina e no mundo, defendendo o poder dos trabalhadores e do povo contra o 1% dos ricos e poderosos, e uma sociedade sem exploração.

Secretaria de redação

  • Pedro Fuentes
  • Bernardo Corrêa
  • Charles Rosa
  • Clara Baeder